Meu gato precisa sair sozinho para ser feliz?

Postado no Blog, Gatos, Textos em por com 14 Replies

Oi,

Passei aqui hoje pra falar sobre algo que eu acho muito importante. Sei que muitos discordam de mim a respeito disso e primeiramente eu gostaria de dizer que eu sei que ninguém quer o mal pro próprio bichinho e que todo mundo faz com as melhores das intenções o que julga ser melhor para ele.

Existe esse mito de que os gatos precisam ser livres para sair quando quiserem sozinhos. Eu discordo totalmente. A maioria das pessoas vai dizer que “o gato volta”. Sim, ele volta. Até não voltar mais. Todos os dias eu vejo casos de gatos desaparecidos que não voltaram pra casa e também de gatos que voltaram mutilados ou foram encontrados machucados em condições horríveis ou mortos. Existem vários perigos na rua. Eles podem encontrar cachorros bravos, podem contrair doenças, podem ser roubados, podem entrar em uma briga, podem ser atropelados, envenenados ou espancados por gente que não gosta muito de gatos. Sim, eles são independentes, curiosos, adoram explorar ambientes externos e novas aventuras. Muita gente fala que o gato fica infeliz quando não sai. Mas é seu gato que fica infeliz ou é você que não dedica um tempo para brincar com ele todos os dias e deixar coisas pela casa para instigar a imaginação dele? O seu gato não precisa sair na rua sozinho para ser feliz, sua obrigação é transformar sua casa num ambiente que faça ele se sentir entretido, feliz e confortável longe dos perigos da rua. E os gatos ficam mais do que satisfeitos com as descobertas que fazem dentro de casa. Não é só adotar o bichinho e deixar ele jogado ali. Desse jeito ele vai ser infeliz mesmo. Eu brinco umas 2 vezes por dia no mínimo com meu gato e ele fica exausto e já é o suficiente pra ele por exemplo. Quando eu quero levar ele pra passear na rua eu vou junto e ele usa uma coleirinha de peito. O ideal é ter as janelas e muros telados, mesmo se você morar em casa. Não é nem muito caro “gatificar” a sua casa. Eles ficam felizes com coisas muito simples. Você mesmo pode criar brinquedos, prateleiras e casinhas para eles. E se você tiver condições e ele aceitar, você pode adotar um irmãozinho pra ele. Vejo muita gente falar “mas meu gato é macho e é difícil manter ele dentro de casa porque não é castrado”. Primeiro, por que diabos ele ainda não é castrado? Hoje em dia existem várias ONGs e projetos de castração para te ajudar com isso. E outra, deixando seu gato macho sair por aí sem ser castrado vai aumentar ainda mais a quantidade de gatinhos abandonados por excesso de reprodução. Serve para as fêmeas também. Outra coisa que já ouvi muito “peguei meu gato da rua e ele está acostumado e não consegue ficar dentro de casa ou ele sempre saiu como vai se acostumar agora?”. De novo: você precisa transformar a sua casa num ambiente tão atraente para ele quanto a rua. Esse é o segredo. “Mas gatos que ficam dentro de casa são obesos”, ele não será obeso se tiver uma alimentação balanceada e adequada e uma rotina de exercícios diários (brincadeiras e etc). “Meu gato fica seguro porque só anda por uma área próxima de casa”, muita coisa ruim pode acontecer mesmo dentro de uma área próxima a sua casa. Então se você quer mesmo deixar seu gato passear na rua, treine ele com a coleira e leve ele pra passear.

Mais uma vez eu reforço: se seu gato está infeliz não é porque ele sai de casa ou não. Existem várias razões pra isso, essa não é uma delas. Ele pode passar muito tempo sozinho, sua caixa de areia pode não estar limpa o suficiente, ele pode não ter brinquedos para se distrair ou sua cama pode estar em um lugar que ele não gosta muito. Sua alimentação pode não estar sendo adequada e sua água pode não estar fresca e limpa. Ele pode não estar recebendo a atenção que gostaria. Ele pode estar doente ou com alguma dor. É importante sempre manter as vacinas em dia e levar sempre ao veterinário para um acompanhamento. Se todas as necessidades básicas dele estiverem perfeitamente cobertas, ele não vai ser infeliz. Ele vai ser o gato mais feliz do mundo. Mesmo dentro de casa. Pensar que a felicidade do gato depende das saídas dele para a rua é um pouco de preguiça na minha opinião. Esse mito está enraizado e é longe de ser verdade. A expectativa de vida de um gato que vive nas ruas é em média 4 anos e a de um gato que vive em casa é 20. Pra mim é uma matemática bem simples. Quem ama cuida.

 

Um beijo meu e do Castiel.


14 Comments on “Meu gato precisa sair sozinho para ser feliz?

  • Andressa Gonçalves

    Verdade! Na rua há muitos perigos. Eu mesmo já perdi varias gatos que saiam e voltavam, até que um dia não voltaram mais. A castração é ótima também para mantê-los em casa.

    Reply
  • Olha, eu deixava meu gato sair e aqui na volta tem um bando de gato que odeia o meu. Certo dia ele foi passear novamente e estava demorando a voltar. Abri a janela e ele estava na sacada. Mas não tinha pedido pra abrir a janela arranhando como sempre faz. Chamei ele, ele entrou e tentou subir na cama e caiu. Achando estranho resolvi ligar a luz. A sacada estava tomada com sangue dele, as cobertas, o chão… Fiquei apavorada! Nem sei como ele conseguiu voltar até a sacada pq isso exige esforço físico dele, pois pra voltar ele tem que pular uns vários telhados. Ele estava muito mal, um veterinário nos atendeu de madrugada, ainda bem! Meu gatinho passou o resto da noite em cirurgia e depois dias muito mal sem se levantar, comer ou ir ao banheiro. Foi horrível! O veterinário acha que outro gato pegou ele, eu não ouvi briga de gato. Mas ele veio tão aberto que penso ser cachorro.. que ele caiu no quintal do vizinho, mas bem não interessa o que foi, só que quase acabou com meu filho. Hoje ele tá bem e nunca mais sai de casa, n deixo de jeito nenhum! Mais tarde apareceu um gato aqui com as mesmas feridas do meu, levei pro veterinário também e agora é meu e tbm não vai sair. Comprei uns brinquedos e um arranhador grande. Olha se vocês puderem evitar do seu bichinho sair, evite! Os gatos não ficam mal sobre isso e evita que seu bichinho morra real e oficial. 🙁 Vais estar fazendo mais bem pra ele e cuidando muito mais o protegendo em casa e dando atenção.

    Reply
  • Quando era pequena tive um gato e ele vivia saindo na rua, mas na época eu não tinha a mesma consciência de hoje pra impedir isso… enfim, ele saiu e saiu até que um dia voltou pra casa todo machucado, ficou sem sair até sarar mas foi ficar bom que saiu mais uma vez e nunca mais voltou. Hoje, penso em como foi imprudência nossa ter deixado que ele saísse desde o primeiro dia, mas infelizmente não tenho como voltar atrás e corrigir isso. Agora que tenho duas gatas em casa, morro de medo de elas saírem pra rua… por sorte elas não demonstram interesse, mas estou sempre atenta.

    Ótimo texto, concordo com tudo que foi dito. 🙂

    Reply
  • isso é débs, muito bom! fico feliz de vc usar o blog pra divulgar a adoção responsável !

    aproveitando, fale sobre alimentação saudável e água corrente na próxima vez! o povo acredita que whiskas é a melhor ração sendo que é a pior devida a alta quantidade de sódio. Sempre oferecer o melhor ração que seu orçamento permitir! muitos compram qualquer uma no supermercado e não despertam neles a vontade de beber água, consequência de muito gato com problema de rins. ter uma fonte faz toda diferença!

    ah, vc poderia adotar outro ronron, foi a melhor coisa que fiz pelo meu gatinho!

    Reply
  • Apoiada! Fico triste quando vejo pessoas se desfazendo de gatinhos porque engravidou, ou porque cresceu e ficou bagunceiro demais, fez xixi onde não deveria, etc. Deixar os pixanos soltos no mundo também é irresponsabilidade, pois são indefesos. Meus 5 pretinhos, além de brincarem uns com os outros, correndo a casa toda, eles tem um quarto só pra eles onde dormem e brincam até pelas paredes, e é o lugarzinho preferido de todos, mesmo ficando soltos pela casa 24h.
    Sempre digo: pets não são de pelúcia, tem que cuidar direitinho SIM.

    Reply
  • Oi!
    Concordo com vc, o ideal é o gato não sair de casa. Mas tem situações que fogem do nosso controle… Eu por exemplo, moro numa casa que tem quintal grande, muita grama, arvore pra elas subirem. Uma das minhas gatas é mais caseira, mas a outra… gosta de passear pelos telhados da vizinhança. E eu não tenho como impedir. As duas são castradas. Além disso ela é muito medrosa, quando chegam visitas em casa ela simplesmente some! Só volta quando a visita vai embora.
    Então, às vezes a gente até tenta mas não consegue manter eles em casa.

    Reply
    • ei laíza, não pode! melhor vc limitar o terreno pra ela!
      só de lamberem a sua gata, ela pode pegar uma PIF e depois a conta do veterinário vai ser gigantesca e eles nem vão poder garantir a recuperação dela.

      Reply
  • O post tá maravilhoso e tá extremamente objetivo, o ponto é ótimo e é um assunto que deve sim ser tratado com muita abertura e clareza pois tem bastante gente que defende a ideia que gatos têm que sair na rua ou simplesmente não tem a responsabilidade de manter os bichinhos em casa. Enfim, tem sim que conscientizar a forma que se deve agir quando você se responsabiliza a adotar um pet, ele se torna parte de ti e da sua vida. <3

    Reply
  • Texto muito educativo pra pessoas que não conhecem gatos o suficiente e reproduzem esse discurso de desleixo (pq pra mim é esse o real motivo) que gatos têm que viver livres por aí pra serem “felizes”. É discurso de pessoas ignorantes sobre gatos e bem estar deles. E serve também pra gateiros desavisados hahahaha. Parabéns, puxões de orelha sutis hahaha. Minha gata bilba recentemente se mudou comigo de apartamento e eu estava apavorada dela ficar deprimida pelo ambiente novo e me preocupei com tudo: tela, caixa de areia limpa sempre, água fresca todos os dias pelo menos 2/3 vezes por dia, brinquedos, arranhador, catnip e etc e em uma semana ela estava super adaptada, foi e tá sendo um alívio no meu coração hahahaha. Também brinco com ela até ela deitar de barriga pro lado de cansadinha hahaha. Obrigada por exprimir em um texto tão bem sobre criação e qualidade de vida desses bichinhos, acompanho sempre o castiel (admito que lembro de olhar seu feed no insta e stories só pra ver ele hahahaha). Beijos pra vcs dois.

    Reply
  • Concordo plenamente com cada palavra que compõe seu argumento. Pra falar a verdade não tenho tempo durante o dia pra dedicar as minhas 2 filhas, mas quando chego em casa, antes de mais nada, dou minha atenção pra elas. Eu tento brincar, mas elas são preguiçosas, porém sempre pego o flagrante delas brincando juntas, e sempre deixo caixas de papelão e brinquedos disponíveis pra elas. Além do mais, elas adoram dormir em cima de mim e não faço questão nenhuma por isso, é muito gostoso dormir com elas. Ahhh e pra complementar, uma delas peguei da rua, e ela acostumou normalmente viver somente dentro de casa.
    E reafirmo, todo cuidado é pouco. Já perdi uma gata (era castrada e sempre viveu dentro de casa) que por um descuido na segurança da casa ela fugiu e não voltou mais, e digo … é a pior sensação do mundo, fiquei mais de 1 mês sofrendo de culpa todos os dias mesmo sabendo que fiz tudo que estava ao meu alcance para mante-la segura, e fiquei meses a procura dela, mas infelizmente não consegui acha-la

    Reply
  • Eu adorei o post! Tenho 12 gatos e sempre os protegi muito principalmente pq morei durante 2 anos com uma vizinha que chegou a matar pelo menos uns 5 dos meus envenenados (pasme) pra ajudá-los a se acostumarem usei catnip pela casa. Hj eles não saem por nada! E felizmente não tenho mais vizinhos tão perversos =]

    Reply

Deixe uma resposta