Tag Archives: Séries

Sharp Objects – Crítica

Oi,

 

Não costumo escrever sobre séries aqui mas fiquei tão impactada que me deu vontade de escrever. É aquele tipo de história que começa um pouco lenta mas vai te engolindo aos poucos e quando você percebe já está completamente envolvido ao ponto de não conseguir parar de assistir até o último episódio.

Sharp Objects (Objetos Cortantes) 2018 – minissérie de 8 episódios da HBO inspirada no livro de Gillian Flynn (mesma autora de Gone Girl) e dirigida por Marc Vallée (de Big Little Lies) conta a história de Camille Preaker, uma jornalista (interpretada pela maravilhosa Amy Adams) que foi enviada para cobrir um assassinato de duas adolescentes em sua cidade natal e acaba tendo que confrontar os fantasmas do seu passado.

Acho importante avisar que a série toca em temas delicados como autoflagelação, abuso de substâncias e relação abusiva materna. Então se é gatilho pra alguém, é melhor evitar.

A atmosfera sombria e melancólica inicial é tóxica e envolvente ao mesmo tempo. O ritmo um pouco lento dos primeiros episódios na minha opinião foi de extrema importância para a construção e desenvolvimento dos personagens e ainda nos passa a sensação desesperadora de estar lá naquela cidade. Wind Gap é aquela típica cidadezinha americana de interior que todo mundo se conhece e fica marcado pro resto da vida por tudo que acontece desde a infância. Os flashbacks desconexos da adolescência e infância de Camille (interpretados pela atriz mirim Sophia Lillis) e as suas constantes alucinações simulando confusão mental foram essenciais para manter o clima sufocante e misterioso do começo ao fim. Foi angustiante observá-la. Cortou meu coração.

Logo somos apresentados também a sua mãe, Adora (Patricia Clarkson), uma socialite mimada e narcisista que vive na sua bolha de privilégios e acha que tudo e todos giram em torno de si. É notável logo de cara o comportamento abusivo e controlador de Adora com suas filhas (que ficou ainda pior depois da morte de Marian Crellin, filha de seu segundo casamento e irmã de Camille), a partir daí começamos a entender um pouco melhor os comportamentos destrutivos da protagonista. Além da irmã que faleceu, Camille tem mais uma meia-irmã, Amma Crellin (Eliza Scanlen), que é bem mais nova e parece ter sido a forma de Adora lidar com a morte de Marian e a ausência de Camille, que logo foi embora pra cidade grande. Nada nessa casa parece certo, esse trio de protagonistas representa com maestria tudo que há de mais tóxico numa família. Ainda temos Alan (Henry Czerny), o apático padrasto que chega a dar raiva de tão omisso.

Apesar de ser sobre uma trama policial, o que nos envolve e prende mesmo são os dramas/traumas familiares, o aprofundamento gradativo dos personagens e os mistérios e segredos doentios envolvendo a cidade e seus habitantes.

Importante: assistam até o fim dos créditos do capítulo final.

Recomendo muito e com certeza agora vou atrás do livro pra ler também. Quem já assistiu ou leu o livro comenta aí o que achou. 🙂

 

 

Chef’s Table

Oi, pessoal.

Passei aqui hoje pra indicar uma série documental da Netflix: Chef’s Table. Pra quem gosta de comida e documentários e para compreender a importância em respeitar os alimentos.

Chef’s Table: A série é dividida em 6 episódios e cada um deles conta a história, tanto gastronômica quanto pessoal, de seis dos melhores chefs do mundo. O documentário tem um cunho extremamente inspirador, correlacionando a gastronomia de forma poética e visceral de acordo com a postura e a influência de cada chef com seu próprio estilo de cozinhar e de lidar com os alimentos. Ele vai desde a culinária pós-modernista italiana do Massimo Bottura, passando pela gastronomia rústica e tradicionalista argentina do Francis Mallmann, até um dos melhores restaurantes do mundo localizado numa cidadezinha com um pouco mais de dez mil habitantes no norte da Suécia do chef Magnus Nilsson. Além de todo o empenho, dedicação e paixão pela comida, a série mostra um lado mais humano dos profissionais ressaltando as dificuldades e fracassos que cada um teve de enfrentar pra construir e moldar a própria carreira. E o mais interessante disso é que, por mais que seja uma série voltada à gastronomia, ela pode ser uma referência para qualquer área da vida; principalmente profissional.

Pra quem se interessa pela arte da culinária é um prato cheio, e pra quem só gosta de comer também.

A série é de 2015 e se encontra disponível na Netflix.

20977123

Beijos.

tumblr_na1dysT9ew1tx823co1_500

Por: Débora e Luca.

Vídeo e Making a Murderer

Oi pessoal, passei aqui hoje pra indicar um documentário da Netflix que assisti e fiquei completamente vidrada e viciada.

Making a Murderer conta a história real de Steven Avery que passou 18 anos na cadeia por um crime violento que ele não cometeu. E quando ele finalmente é inocentado, não acaba por aí. São 10 episódios que te deixam completamente confuso e hipnotizado se questionando o tempo inteiro. Eu senti uma mistura de raiva e tristeza durante todos os episódios. Quase morri do coração. É tudo ambíguo e questionável. Tem horas que realmente dá um puta nó na cabeça. Mostra direitinho como o sistema às vezes esquece do seu real objetivo que é fazer justiça e procurar por verdadeiros culpados. Recomendo muito. É da Netflix.

makingamurderer

(Tenho uma página no facebook agora pro blog e pro canal, quem quiser curtir está aqui.)

Deixem comentários sobre o vídeo e o documentário. Beijos.

 

Não sou viciada em séries, paro quando quiser

Oi pessoal,

Hoje vou postar uma lista com todas as séries que já assisti e que ainda assisto e vou indicar um top 20 pra vocês como me pediram (na verdade pediram 10 mas não consegui, desculpa). A lista com todas não está em ordem de preferência.

Listinha:

Alcatraz, Alphas, American Horror Story (todas as temporadas), Arrow, Bates Motel, Better Call Saul, Battlestar Galactica, The Blacklist, Bones, The Borgias, Breaking Bad, Black Sails, Breakout Kings, Californication, Camelot, Castle, Chicago Fire, Constantine, Californication, Chicago PD, Continuum, Criminal Minds, Daredevil, Da Vinci’s Demons, Dead Set, Dexter, Doctor Who, Dracula, Elementary, ER, Falling Skies, FlashForward, The Following, Fringe, Game of Thrones, Grey’s Anatomy, Grimm, How to get away with Murder, Hannibal, Harpers Island, Haven, Hemlock Grove, Heroes, Homeland, Hostages, House, House of Cards, The it Crowd, The Knick, The Killing, The L World, Last Resort, Law and Order: SVU, Legend of the Seeker, Lie to Me, Luther, Mad Men, Major Crimes, The Missing, Marvels Agents of S.H.I.E.L.D., Masters of Horror, Merlin, Misfits, Nip/Tuck, The Office, Orange is the New Black, The Originals, Orphan Black, Penny Dreadful, Prison Break, Private Practice, Revenge, Ripper Street, The River, RuPaul’s Drag Race, Rookie Blue, The Strain, Stalker, Star Trek, Sherlock, Sleepy Hollow, Sons of Anarchy, Spartacus, Salem, Spartacus: Gods of the Arena, Supernatural, Six Feet Under, Twin Peaks, The Voice, Teen Wolf, Terra Nova, True Blood, True Detective, LOST, Under the Dome, The Tudors, United States of Tara, V, The Vampire Diaries, Vikings, The Walking Dead, Weeds, The X-files, The X Factor.

Agora vou tentar com dor no coração indicar 20 (porque 10 não consegui):

The X-Files (Não adianta, nada supera essa pra mim, é a minha favorita do mundo todo.)

Twin Peaks

Masters of Horror

Sons of Anarchy

Breaking Bad

True Detective

Vikings

Chicago Fire

House of Cards

The Killing

The Strain

Hannibal

Criminal Minds

Game of Thrones

The Borgias

Penny Dreadful

Spartacus

Grey’s Anatomy

Sherlock

Luther

 

Acho que é isso. Posso ter esquecido alguma. Provavelmente sim. Espero que gostem e deixem comentários. Se tiverem indicações vou adorar também.

 

Beijos.