Nem todos os vampiros chupam sangue

Postado no Blog, Textos em por com 65 Replies

Oi pessoal,

Hoje passei aqui pra falar de vampiros que não se alimentam de sangue e sim de energia vital. Eles estão em absolutamente todos os lugares. Todo mundo já deve ter tido contato com algum na vida, seja superficial, de amizade ou até em um relacionamento mais íntimo. O termo vampiro psíquico foi popularizado por Anton LaVey e na psicologia moderna ficou conhecido como vampiros emocionais.

Sabe aquela pessoa que só de passar um tempinho conversando já te deixa mentalmente e fisicamente exausto? Pode ser só por alguns minutos mas já te deixa pesado morrendo de vontade de morrer na sua cama.

Quando são casos de amizade ou relacionamento, é só observar que só ela se beneficia enquanto a outra fica cada vez mais doente, fraca, abatida, longe de si mesma e se sentindo meio que responsável. O psyvamp sempre vai exigir todo o tempo e atenção da outra pessoa e não vai poupar mentiras e desculpas para conseguir o que quer. Sempre precisa de emoções exageradas e vai constantemente procurar discutir e deixar a outra pessoa desesperada até ficar satisfeito. Ele parece nunca querer resolver os problemas, só quer tumulto, despertar as emoções e causar exaustão na outra pessoa. Coisas que levariam 2 minutos para resolver, levam eternidades.

Em lugares muito cheios sempre tem. Por isso eu detesto. Sempre que chego em um lugar cheio já começa a me dar pânico e minha energia cai do nada.  Aposto que muitos sentem isso.

Nem todos os vampiros psíquicos são ruins, alguns nem sabem que são assim e nem percebem as coisas que fazem.

Vou colocar um trecho da Bíblia Satânica do Anton Lavey que fala sobre vampiros psíquicos:

“Se você pensa que pode ser a vítima de uma determinada pessoa, há algumas simples regras que o ajudará a tomar uma decisão. Há uma pessoa que você frequentemente recebe ou visita, mesmo que realmente não queira, porque você sabe que se sentirá culpado se não o fizer? Ou você se descobre frequentemente fazendo favores para alguém que nunca vem adiante e pede, mas sugere? Frequentemente o vampiro psíquico usará a psicologia reversa, dizendo: “Oh, eu não posso pedir a você por isto – e você, em retorno, insiste em faze-lo. O vampiro psíquico nunca exige nada de você. Isto pareceria muito presunçoso. Eles simplesmente deixam os seus desejos serem conhecidos de maneiras sutis que impedirá que eles sejam considerados pestes. Eles “nunca pensariam em impor” e são sempre capazes de aceitar a sua sorte, sem a menor importância – externamente! Seus pecados não são de ação mas de omissão. E o que eles “não” dizem, não o que eles querem dizer, que faz você sentir muito responsável por eles. Eles também são muito astuciosos em abrir suas pretensões com você, porque eles sabem que você se ressentiria disto, e teria uma razão tangível e legítima para condena-los. Uma grande parcela dessas pessoas tem “atributos” especiais que fazem sua dependência sobre você mais possível e muito mais efetiva. Muitos vampiros psíquicos são inválidos (ou pretendem ser) ou são “mentalmente e emocionalmente perturbados”. Outros podem simular ignorância ou incompetência e então, sem compaixão, ou mais freqüentemente, com irritação, você fará coisas para eles.”

tumblr_mmoll63Keq1sqfblqo2_500

Deixem comentários contando sobre os psyvamps da vida de vocês. Beijos.

tumblr_nqsmj3IkAC1tpwh7uo1_500

tumblr_nsifnij6B91u7e7ajo1_500

“E se você é um vampiro psíquico – tome cuidado! Acautele-se do satanista – ele está pronto e desejoso de enfiar com júbilo uma estaca proverbial em seu coração!” – Anton Lavey


65 Comments on “Nem todos os vampiros chupam sangue

  • Sou um vampiro autêntico e índigo, é impossível ser vampiro por escolha ou iniciação, o dom ou infortúnio de ser uma pessoa empática ou medium, é que possibilita a pessoa ser vampiro/a suas origens e linhagens através dos ancestrais deixaram impresso em vc, a tendência, o desejo, a intelectualidade e a visao e poder extra corporeo, vampiros drenam a energia alheia com filtros claro, afim de obter vigor, energia, força física, mental, cura, criatividade, ampla visão baseado no aprendizado alheios e por aí vai, não somos capazes de alterar ou sugar o emocional, disso não há evidências, vc pode adquirir sim euforia, flashes de criatividade, mas a emoção é algo que está ligado diretamente a um campo extra corporeo, porém em sonhos ou viagens astrais isso é possível, porém uma técnica muito mais complexa, somos caçadores como na natureza prevalece a ordem seletiva dos mais fortes. Tudo é energia, s diferença de não nos alimentarmos exclusivamente das forças da natureza é que essas são muito sutis necessita de auto grau de pureza para conexão enquanto que homens são falhos e nas suas fraquezas e oscilação, não perdemos a oportunidade de suga los o quanto puder. Sangue? Sim porém apenas uma gota é necessário para vc absorver a energia e fazer uma conexão para drena-lo psiquicamente mais rápido daí inclusive a distância apenas com a imagem mental. Somos hedonistas, deuses de nossa vontade. Somos verdadeiros , não morremos, abandonamos a carcaça humana e não somos bons ou maus somos energia da natureza, nada existe se a grande inteligência universal não desejar se experēnciar.

    Entre em contato sp capital, maiores de 30 anos, formação de covil. Sem dogmas, sem mestres
    Filitlb@gmail.com

    Reply
  • Oi Débora… me identifiquei muito com seu post, infelizmente. Não sei se já passou por isso (acho que vi em alguma das suas redes sociais, ou em algum dos seus comentários/twittes), mas relacionamentos abusivos, íntimos (namoro), parecem acontecer com bastante frequência, e eu estou em um. Não consigo formular palavras pra descrever o quanto isso é desgastante e psicologicamente quase impossível de suportar. Vivo com essa pessoa a quase uma década, sou muito nova ainda, e só agora consigo enxergar as coisas com clareza. Meus amigos e familiares sempre me alertaram, e hoje, me sinto livre pra dizer que é como se algo novo saltasse diante dos meus olhos. Como não vi isso antes? As pessoas não percebem o quanto são capazes de “entrar” e afetar a vida uma das outras, e quando você se dá conta muito tempo já passou. Não acho que seja intencional. E existe amor, ou algo parecido. O que não existe é a coragem de dizer à pessoa como me sinto, e estou quase surtando. Mesmo assim, obrigado. As coisas vão acontecendo e uma hora tudo se resolve. 🙂 Parabéns pelo blog!

    Reply
  • Estou apaixonado por um menino, e percebi que o enfraqueco, sempre que conversamos ele começa a bocejar, ou da um signo extremo nele, essa semana ele passou mal do nada. Mais não quero fazer isso, é tbm não quero me afastar tbm, como faço para mudar, me ajudem por favor

    Reply
  • Obrigada Débora, isso me ajudou a esclarecer muita coisa que andou acontecendo comigo por mais de um ano. A parte de me afastar dessa pessoa com certeza foi a mais difícil, mas agora estou muito mais tranquila.

    Reply
  • Boa tarde, tive um ex namorado que me sugava. Ele fez parecer que os nove meses de namoro parecessem 10 anos. Eu nunca conseguia ter paz, ele me fazia sentir culpada pelas falhas dele, geralmente se tornava agressivo em palavras enquanto eu relutasse a fazer as coisas como ele propunha. Até que um dia, conversando com um amigo, ele pediu pra tirar a carga pesada que eu carregava, não entendi, mas depois senti uma imensa leveza e coragem. Suportei durante sete meses calada aos abusos do meu ex. Mas nos últimos dois meses, fiz uma virada de mesa total. Afrontava ele a todo momento e consegui fazer ele se sentir frustrado com as coisas que eu negava e ainda o fazia aceitar minhas decisões. Depois de dois meses, terminei o namoro. Mas tenho medo de ter me tornado como ele com as pessoas. É possível?

    Reply
  • To vivendo exatamente uma situação dessas no momento. Voltei uma relação de amizade antiga, que sempre me dava a sensação de estar carregada, e desde então tenho me sentido mal 90% dos dias. Mesmo assim, fico com pena de cortar laços bruscamente com a pessoa, pois ela tem muitos problemas na vida.
    O problema é que ta chegando num ponto em que ela refuta negativamente TUDO que eu falo/faço, e ultimamente não to me sentindo a pessoa mais segura do mundo. Acabo ficando irritada com o que ela faz ou fala pra mim, e desconto em outros que não tem culpa. Não sei o que fazer: será que me afasto aos poucos da pessoa ou procuro ajuda espiritual?

    Reply
  • não sei como cai aqui, mas ótimo texto e real, já senti na pele e, realmente, tem que saber lidar, como eu não tinha informação nenhuma na época, foi só porrada, mas daquelas porradas que machuca a alma, e pra curar, a única maneira é aprender a elevar o espírito, o que requer tempo e sabedoria.. valeu pelo texto.

    Reply
  • Nossa, muito verdade. Eu passo por essa queda de energia a 4 anos dentro de casa, desde que minha mãe começou um relacionamento em qual a pessoa suga ela e ela por estar cega me suga junto. Nós éramos muito ligadas, mas ele já a sugou tanto, que hoje em dia ela é seca comigo… Rispida. Ela chega a me falar coisas horríveis por eu estar fraca. Que eu estou louca, que preciso me tratar, entre outras coisas. Mas é algo tão forte e eu fico tão mal que nem consigo me levantar da cama, tem semanas que passo inteiras deitadas e mesmo que eu fale a ela, é como se a mesma estivesse cega e não enxergasse o quanto ele faz mal a ela e a mim também. Parece que minhas palavras não valem nada só porque eu já cheguei a me sentir tão ferida, que tentei me suicidar. Ela age como se tudo que eu falasse fosse um drama adolescente, que não tem importância alguma e diz que esta cansada de mim, das minhas crises. O pior de tudo é que todos enxergam isso ao nosso redor, menos ela!

    Reply
  • Oi Debs. Eu amo muito uma pessoa, mais do que se possa imaginar. Ele foi meu namorado uns dois anos, e pelo tanto que ele me sugava, me entristecia e me humilhava, eu passei a viver em um “limbo” aonde ele sempre tava certo e eu a errada. E por mais que eu fizesse tudo da forma que ele sugeria, era sutil mas quase que me forçando a fazer tudo da forma dele, sabe? Eu sempre tentei melhorar pra ele, fazer tudo o que eu podia por nós dois, e até após o término, ele veio atrás pra “pedir apoio” pois estava passando por um momento difícil. O irônico é que logo após isso, eu também passei por maus bocados, e ele? nem deu tchau. Me sugou até aonde pode, em todos os sentidos e hoje em dia eu luto até pra sair da cama de tão desgastada que estou. Aconteceu tanta coisa absurda nesse relacionamento, que nem eu acredito que passei por isso e é um choque estar percebendo tudo. O pior é que TODA VEZ EM QUE NOS VÍAMOS, ele me fazia chorar e não parecia nem de longe triste por isso, parecia se “alimentar”, se fortificar. Espero que se alguém estiver passando por algo parecido com isso, que não se prolongue demais. Eu fui bastante forte de chegar ~sã~ e viva até aqui. E nem sei quanto tempo vou levar pra me recuperar, mas se mais alguém estiver passando por isso: ouça o conselho das pessoas que te querem bem e dizem que você mudou e precisa sair disso. Dói, mas alguém precisa ser corajoso para jogar pra longe o psyvamp, tamanha intensidade das coisas pode até gerar dependência e te transformar aos poucos em um também. Seja amigo, familiar, teu amor…te afasta.

    Reply
  • Bizarro como ler isso me deixou perturbada. Saí de três relacionamentos abusivos e nessa época, só pessoas assim se aproximavam de mim. É estranho quando a ficha cai.
    Teu blog tá incrível.

    Reply
  • Déb, me identifico muito com suas postagens 🙂
    com seu post comecei a entender o que estava acontecendo comigo,
    eu gosto demais de um cara porém ele tem uma energia péssima,
    semana passada saímos e cara… depois desse dia olha só o que
    aconteceu comigo:
    – Tomei um rola esfolei meus 2 joelhos, assim que estava indo embora depois de ter visto ele, uma semana sem fazer nada por conta dos machucados
    – bateu uma deprê gigantesca
    – passei a semana inteira tendo crises de ansiedade
    – minha alergia veio q nem uma bomba
    – hj estou super doente e pra baixo
    – aperto no peito que parece que vou infartar a qualquer momento

    Acho que ele não é apenas um psyvamp vai além disso, vc já teve alguém
    assim na sua vida? se sim, como se livrou ?

    Reply
    • Nossa, ele é dos bons né? Tem que ver se ele está ciente ou não sabe? Já tive sim. Conheço várias pessoas que também já tiveram. O ideal é se afastar antes que tu fiques completamente destruída. Às vezes a gente nem se dá conta do que tá acontecendo e nem se toca que uma pessoa que está causando isso.

      Reply
      • Acho que ele até sabe, mas não vai atrás de nada pra melhorar,
        já aconteceu tanta coisa horrível com ele, não sei como ele ainda
        consegue ficar numa boa sem ir atrás de nada pra se livrar disso,
        ele acaba prejudicando não só ele como as pessoas que querem
        o bem dele, mas enfim né, eu não quero isso pra minha vida,
        por mais que eu goste dele, só o fato de termos ficado mais próximos
        1 diazinho e já aconteceu tudo isso comigo, imagina ter uma pessoa
        assim pro resto da vida… eu não viveria 10 anos hahah e ainda
        estou péssima, com inicio de pneumonia coisa que eu NUNCA tive na minha vida…
        vou andar com um colar de alho pra me livrar desse psyvamp rs
        beeijoo e obrigado <3

        Reply
  • Seus textos são incríveis , me lembra alguns da Obvious (que eu adoro!) A forma que você escreve é bem dinâmica , deve ser por isso . Quando fala que postou algo já venho correndo ler. Continue , isso ajuda muitas pessoas e a você também , acredito 🙂

    Reply
  • Débora, teve um tempo na minha vida que eu sequer conseguia andar no ônibus lotado porque sentia fraqueza. Sei bem como é isso, sempre me aconselham a não “deixar” as pessoas sugarem minha energia, mas acontece que eu não sei como impedir isso. Você tem alguma dica?

    Reply
  • Cara, conheci algumas pessoas assim.Hoje, na minha turma tem uma garota assim, nem sou proxima dela devido ja ter percebido isso. Sempre acreditei que existem pessoas assim, e sempre me precavi muito e sempre tento ser forte, porque elas nem precisam conviver, eu percebo so delas me olharem, uma vez essa mesma garota me olhou de uma maneira que n soube explicar, me senti mal demais, e não sou fresca, ela realmente é uma mistura de coisa ruim mesmo.

    Reply
  • De, existem pessoas que podem ser o seu próprio psyvamp? Às vezes acho que posso ser o meu e não sei lidar com isso, nem com meu passado ou sentimentos… Estão sempre me drenando por completo, não sei como resistir a isso.

    Reply
  • Tive um “namorado” assim. Foram os piores meses da minha vida, emagreci do nada, fiquei fraca e deprimida. O pior de tudo é que estava cega e não escutava o que todos me diziam. Nunca mais quero passar por isso, e não desejo a ninguém.

    Reply
  • Tenho uma amiga que é exatamente assim, ela suga todo mundo ao redor dela e não deixa ninguém sair de perto, adora usar o método da culpa e todo mundo acha ela dona de uma “energia insuportável”, mas a gente fica ao lado dela porque é nossa amiga, sabe aquele sentimento de compaixão?
    Que legal que você lê as obras do LaVey! Pena que a maioria das pessoas tem aquele preconceito básico sobre tudo o que tem o nome “satanismo” ao invés de conhecer as coisas primeiro antes de falar. Esse post foi bem legal!

    Reply
    • Oi Erica, tem que ir se afastando de gente assim ou então fazer ela se dar conta. Sabe?
      E sobre LaVey, aos poucos as pessoas deixam de lado esse preconceito e começam a entender do que realmente se trata. Obrigada.

      Reply
  • Maria Eduarda Lopes.

    Tive uma experiência assim há algum tempo…
    eu nunca acreditei muito nessas coisas de energia, olho gordo etc, mas uma vez estava num barzinho da faculdade com amigos que chamaram outros amigos (desconhecidos meus) pra sentar com a gente também. Eram pessoa ”estranhas”, por serem desconhecidas óbvio e totalmente diferente de gente com quem eu costumo me relacionar.
    Papos estranhos, contatos visuais estranhos… Me sentia intimidada, falava pouco, mas nada demais.
    Na volta pra casa comecei a sentir algo muito ruim, um vazio enorme, uma sensação de cansaço, medo. Parecia que eu ia morrer. Cheguei em casa e esse ruim só piorou, mal enxergava as coisas direito, estava surtando de medo, pensava que ia morrer de verdade. Conversando com a minha mãe, ela me disse algo parecido com isso, sobre roubo de energias vitais, pessoas que tem o poder, mesmo sem intenção, de tirar isso dos outros. e isso deixa um vazio bem grande.
    Na hora nem levei muito a serio, pensava que era por causa da minha ansiedade, e alguns problemas que estava passando também. Mas com o tempo fui vendo como isso é possivel sim e pode causar um mal muito grande na gente. Um exemplo é com meus irmãos e meu pai as vezes também, eles são os vampiros emocionais na minha vida diariamente. São isso tudo que voce citou. Débora, não preciso nem trocar palavras, só de estar no mesmo ambiente já me desgasta tudo por dentro. Quando fico sozinha em casa, sinto uma paz, alivio. Me sinto culpada por isso por serem da minha família e de qualquer forma eu gostar deles, mas eles me fazem mal. 🙁
    Obrigada por ajudar mais uma vez. Que toda negatividade na sua vida se transforme em energias boas.

    Reply
    • Oi Maria Eduarda, é um peso mesmo. Pior mesmo quando não é intencional. O ideal é tentar se bloquear disso em casos como o seu já que não pode se afastar. Obrigada e na sua também.

      Reply
  • Isso é meio que relativo, pois quando eu ligava para os que as pessoas falavam isso me afetava e com certeza ficava claro na identificação dos psyvamps. Depois de um tempo passei a nada se importar, enfim, criei uma barreira e não me abalo facilmente com coisas que acontecem e notei que esses psyvamps já não tem tanta influência em minha vida. Acredito que funciona quando você cria sua barreira e impede que essas pessoas te atinja de algum modo. Claro que tem sempre aquelas que conseguem de algum jeito te afetar, infelizmente ( e felizmente em alguns casos não me referindo a esse) há sempre exceções na vida.
    Um abraço pra você Débora e mantenha-se sempre forte, pois sei que tu és bastante!

    Reply
  • Isso acontece comigo e uma ~amiga minha. Mas elas não chega a me induzir a fazer coisas para ela, eu só não tenho energia pra ficar junto e conversar por mt tempo.
    Ja me distanciei e agora ela fala mal de mim para uma outra amiga minha… estou sempre carregada de energias negativas, pelo menos tenho minha terapeuta para me ajudar. Maa enfim, não sei se isso chega a ser um vampiro. Me parece mais intoxicaçao

    Reply
  • Me identifiquei muito com o post. Débora, você escreve muito bem. Tente arrumar um tempinho para escrever mais, é muito bom ler o que você escreve. Não pelo fato de às vezes ser dica de filme, seus batons, ou posts como esse, mas sim pelo modo como você escreve, independente do assunto. Parabéns mesmo.

    Reply
  • É foda porque, às vezes esse vampiro é um amigo próximo… Porém você não quer se afastar dele, mesmo muitas vezes não conseguindo estar perto. É triste, pois você sabe que não é intencional e a pessoa é realmente um amigo querido. 🙁

    Reply
  • Oi Débora.
    Eu não sei se deveria escrever sobre isso aqui, mas eu sinto que preciso contar isso pra alguém. Então decidi que será aqui.
    Há uns anos atrás eu namorava uma pessoa e essa pessoa me sugava de todas maneiras possíveis, mas com o passar to tempo isso foi se invertendo. Hoje em dia eu vejo que fui uma verdadeira filha da puta com essa pessoa a qual namorei e me arrependo demais. Eu queria de alguma forma conversar com ela e tentar explicar que eu não fiz por querer. Que sei lá, eu vejo as coisas que fiz e não me orgulho é muito melhor faria de novo. Mas as vezes eu sei que se eu voltar a falar com a pessoa que namorei, acho que o jeito o qual eu era antes volta junta (?!). Bizarro, eu sei. Mas é bem assim que me sinto.
    Infelizmente. 🙁

    Reply
  • Trabalho com uma pessoa assim e é totalmente desgastante. Ela é o tipo de pessoa que quando senta pra conversar contigo tu já procuras um meio de sair correndo uma maratona pois sabes que vai ser menos cansativo do que ficar perto dela. E olha que nunca acreditei nessa coisa de energia negativa, ambiente pesado, pessoas “carregadas”… Mas depois que entrei nesse emprego entendo perfeitamente o que é.
    O pior é que ela não parece se dar conta disso. É exatamente como tu descreves. Ela sempre dá um jeito de nos tornar os “escravinhos pessoais” dela e como ela já está na empresa há mais de 20 anos, todos fazem por respeito, quando não se pode fazer, fica esse peso da culpa nas costas. É triste, desgastante e cansativo, tanto físico quanto emocionalmente.
    O jeito é tentar não absorver.
    Energias positivas pra ti, teu blog está cada vez melhor e tu cada dia mais linda.
    Beijo.

    Reply
  • Já passei por isso em um relacionamento e foi péssimo, o pior é quando você percebe que a pessoa sabe que ela é uma psyvamp e continua a te sugar mais e mais. Eu sinto muito a energia das pessoas, tem gente que é só eu chegar perto e me sinto pesada, sinto uma energia diferente (sinto essa energia em alguns lugares também), o ruim é quando a gente percebe o mal que estamos causando a nós mesmos e continuamos perto desses vampiros, é uma morte horrível.

    Reply
  • É um pouco triste dizer que quando leio seus posts é quando mais me sinto perto de um amigo. Você é incrível. Obrigada.

    Reply
  • Adorei o texto, nunca tinha pensado dessa forma… Fiquei extremamente curiosa com essa bíblia que você cita, fale mais sobre ela!! Beijos

    Reply
  • Esse termo era desconhecido por mim Débora até esse momento. Seu texto foi realmente muito esclarecedor e por incrível que pareça reconheci essas “pessoas” dentro da minha própria família. Isso é muito triste, mas acabou fazendo muito sentido pra mim.

    Reply
  • Esse post me fez pensar… Será q meu namorado é um? Bom, fica a dúvida maior pq eu tenho sérios problemas por ser uma maníaca-depressiva (mais conhecido como transtorno bipolar), estou em tratamento mas ainda assim tenho altos e baixos e qnd estou mal fico irritada ou mt triste por qlqr coisa e acabamos brigando. Ele n gosta mt de conversar sobre oq ta incomodando ai dificulta mais ainda e demoramos até nos acertarmos e eu fico chorando smp pq me sinto mt culpada, demora mas smp ficamos bem dnv. Mas enfim, oq vc acha?

    Reply
  • Nossa acabei de ler seu post! Mt bom… no meu intercâmbio morei 3 meses com uma família assim. Foi horrível, tinha dias que eu não conseguia sair do meu quarto só pra não ter contato e me sentir pior ainda. Ai eu mudei de familia e eu nunca me senti tão livre.

    Reply
  • Muitas vezes, as minhas atitudes são sugadoras de energia vital, uma vez me disseram isso, mas acabo não fazendo de propósito… E às vezes eu nem percebo o que acabei de fazer, eu não sei como eu faço pra melhorar. Eu queria ser menos assim, talvez fosse menos cansativo pra quem está a minha volta, sei disso porque mesmo fazendo o que faço, ainda existem os que também me sugam, e sei o quão ruim é. :/

    Reply
  • Minha relação com a minha mãe tem sido assim ultimamente e é bem difícil pois não tenho como simplesmente me afastar. E é extremamente desgastante. Acredite, mas depois que nossa relação chegou a esse ponto passei a ter enxaqueca, ansiedade e talvez até depressão. Enfim!! Você deve entender!

    Reply
  • Nossa, eu sempre estive perto de pessoas assim e sempre percebi essa “energia” ruim. Nunca tinha ouvido falar sobre psyvamps, mas faz total sentido. Queria saber lidar com gente assim, é complicado quando são pessoas que não dá pra se afastar de vez.

    Reply
  • Minha vida e cercada de psyvamps, nossa tudo que estava escrito ali acontece. A pessoa me deixa para baixo, mesmo quando tento ficar firme ela consegue colocar pontos negativos, fico completamente exausto. Falo isso pq no trabalho, nos amigos e ate em casa na minha própria família tem pessoas que me deixam exausto, triste, que vejo que não quer minha felicidade! Ler isso foi tipo um tapa. Para você ter noção tento ao máximo não demonstrar felicidade perto de algumas pessoas, pois sempre tenta tirar minha felicidade. Como falei trabalho com uma pessoa assim, tenho gente no meu lar assim, tenho amigos assim. Agora vc se pergunta: quando demonstro felicidade? nunca as vezes. Fica em um tumulo dentro de mim. E olha que não e muita coisa ultimamente q me deixa feliz. Mas tento não demonstrar nem falar sobre sonhos, pois já arrancaram tudo que já tentei sonhar.
    Ler esse texto apenas foi achar um adjetivo para esses seres. Agora sei oque eles são e já posso tentar tirar eles da minha vida.

    Vc e seu blog é a ajuda e as informações que preciso. obg ♥

    Reply
  • O pior é qdo essa pessoa é da família,você tenta se desvenciliar mas não consegue. Vc sente um cansaço enorme(que na verdade é emocional). Como se você tivesse sido cortado em pedacinhos. As vezes as palavras não são necessárias,só de estar em um mesmo ambiente em que a pessoa já te deixa mal! Os outros não entendem,acham que é besteira! Queria me livrar desse peso,é como se isso tivesse me consumisse aos poucos,me destruindo cada vez mais! Mas é aí que eu penso..Será que não sou eu que deveria agir e me afastar? Cada vez que ele me vê mal ele ganha mais poder! Obrigada pelo texto,você é incrível Débora! ❤️ Ps: mandando energias positivas para você

    Reply
  • Nossa, lendo o post percebi os dois lados: que eu já tive relações de amizade com vampiros emocionais e que em alguns momentos fui assim também (e não me orgulho porque foi sem intenção). Dos dois lados tu te sente exausta. Quando faz isso e sente um pouco de culpa e por estar ao lado de uma pessoa “amiga” que fica te chantageando e sugando a tua energia. Muito bom esse post, Débora. Vou tomar mais cuidado com o lado vampiresco.

    Reply
  • Descreveu meu namorado. Nunca pede, sempre sugere, mas a vida dele depende disso, e diz que não me preocupo o suficiente se me preocupo com algo além dele, e toda semana ele precisa me ver chorar até enfraquecer pra “se motivar” (a não querer se matar). Eu fiquei fraca ontem, igual pós-desmaio.
    O que repele vampirismo psíquico?

    Reply
    • Ei B., isso é muito vicioso em uma relação. Não pode acontecer. Tem que ver se ele tem ciência que faz isso ou faz sem saber. Muita gente não sabe que suga energia dos outros. De qualquer forma, tem que parar.

      Reply
  • Bíblia Satânica, eu sou cristã e não tenho noção nenhuma sobre a religião de vocês. Acredito que haja muito distorção na internet pra achar alguma fonte confiável. Você pode sar uma passada geral aqui no blog?

    Reply

Deixe uma resposta