Monthly Archives: novembro 2015

Chilling Visions: 5 Senses of Fear – Qual o seu sentido mais aguçado?

Oi pessoal, ultimamente as antologias estão voltando com tudo e fim de semana assisti Chilling Visions: 5 Senses of Fear e resolvi indicar pra vocês. No meu post antigo de lista de séries eu indiquei Masters of Horror que é uma obra prima pra mim e recomendo muito. Também já recomendei ABCs of Death e V/H/S que são do mesmo estilo.

Chilling Visions: 5 Senses of Fear é composto por 5 curtas de horror dirigidos por 5 cineastas diferentes e cada um deles foca de uma forma bizarríssima em cada um de nossos sentidos. O primeiro curta “Smell” foi dirigido por Nick Everhart e conta a história de um homem aparentemente infeliz e fracassado na vida que ganha de uma mulher que aparece misteriosamente em sua casa um perfume que “atrai” sucesso. Acho que já dá pra deduzir que isso é jogar merda no ventilador, né? Na hora eu já pensei naquelas propagandas de perfumes em que a pessoa usa e do nada vira dona do mundo.

O segundo curta “See” foi dirigido por Miko Hughes e conta a história de um oftalmologista louco que rouba as memórias das pessoas através de um líquido que retira dos olhos delas. Ele consegue ver tudo que acontece com elas e o que elas fazem e pinga nos próprios olhos pra ficar drogado. Ele acaba ficando obcecado por uma paciente e tudo fica totalmente mais doentio e fora de controle.

O terceiro curta “Touch” (meu favorito) foi dirigido pela Emily Hagins e conta a história de um garoto cego que sofre um acidente de carro com os pais e precisa ir sozinho buscar ajuda no meio da floresta e acaba encontrando um serial killer. As coisas que o menino faz para sobreviver são sensacionais e foi um dos únicos que eu realmente consegui sentir de verdade a importância do sentido.

O quarto curta “Taste” dirigido por Eric England e foi um dos que eu menos gostei mas gostei mesmo assim. Conta a história de um homem que foi fazer uma entrevista de emprego sem saber exatamente sobre o que era. Quando soube não quis aceitar e descobriu da pior maneira que sua chefe era uma devoradora de homens. As cenas são muito boas. Eu quero aquela máscara.

O quinto curta e meu segundo favorito “Listen” dirigido por Jesse Holland e Andy Mitton é no estilo found footage e conta a história de dois documentaristas que estão gravando sobre uma música de piano que deixa todo mundo que a escuta totalmente insano ou morto.

Uma das coisas que mais gostei no filme é que ele serve muito como crítica social principalmente no primeiro curta que aborda o Cheiro (Smell) e no quarto que aborda o Paladar (Taste). Todos eles têm ligação entre si mas só nos últimos começa a ficar mais notável.

taste

chilling

Assistam e depois me contem o que acharam. Beijos.

 

Are you living in the real world? – Coherence – Review

Oi, pessoal. Hoje passei aqui pra indicar um dos melhores filmes que assisti ultimamente. É de ficção científica e explora bastante a física quântica atráves de lapsos temporais. Não posso deixar de citar filmes que exploram esse tema como Back to the Future (1985) e The Butterfly Effect (2004).

Do diretor James Ward Byrkit, Coherence (2013) conta a história de um grupo de amigos que estão em um jantar enquanto um cometa passa pela Terra. A trama me deixou muito envolvida desde o começo e me senti como se fizesse parte da história. Ele é filmado praticamente em um só espaço e explora a teoria das realidades paralelas de um jeito tão bom que eu não sei nem o que dizer. Não é preciso um conhecimento na área pra ficar completamente intrigado com o filme. Ele deixa qualquer um num estado de confusão mental fora do comum. Impossível não se questionar se você é você, se você está na realidade certa ou se as pessoas que estão perto de você são de outra realidade. Me lembrei bastante de Fringe e Twilight Zone também. O filme também explora de uma forma muito boa a experiência imaginária do gato de Schrödinger. Quem é viciado em ficção científica e adora um filme que deixa um nó no cérebro não pode perder.

Trailer aqui.

coherence_xlg

Beijos.

 

Paralisia do sono

Um dos piores episódios de paralisia do sono que tive foi no meio de uma soneca inocente da tarde. Eu comecei a ouvir passos e não tinha ninguém em casa. Meu desespero começou a aumentar na medida em que os passos foram se aproximando e eu não conseguia me mover e muito menos falar. A força que eu faço nessas horas é fora do comum, mas meu corpo parece que pesa toneladas. Uma sensação de sufocamento toma conta de mim toda vez. Se a morte parece com algo, pra mim é bem semelhante a isso. Eu pensei em pegar meu celular pra ligar pra alguém mas mesmo estando do meu lado todo esforço foi inútil. Eu nunca durmo com a porta aberta mas nesse dia eu não pretendia dormir então acabei dormindo. Os passos finalmente chegaram no meu quarto e eu vi um vulto passando pela televisão e em seguida minha cama afundou, como se alguém tivesse sentado. Eu lembro de todo o horror desse dia como se tivesse acontecido ontem. É um terror horrível. Será que é isso que as pessoas sentem quando estão perto de morrer? Esses dias meu gato dormiu fora do meu quarto e mais uma vez tive um episódio horrível e comecei a sentir passos na minha cama e andando sobre mim. No começo pensei que fosse ele mas me lembrei que ele quis dormir na sala. Eu fico paralisada por muito tempo, num estado de horror que não consigo explicar. No outro dia fico cheia de dores no corpo de tanto esforço que fiz para tentar me mover.

paralisia3 paralisia4

Na paralisia do sono é como se o cérebro acordasse antes do seu corpo e assim como o sonambulismo, ela é considerada um distúrbio do sono mas são completamente opostos. No sonambulismo o corpo da pessoa está completamente acordado enquanto sua mente está dormindo. Na paralisia do sono a mente está acordada e o corpo não se move. Isso tudo causa um estado de super alerta e ansiedade no cérebro e resulta em delírios e alucinações. A gente sempre acha que tem alguém junto no quarto. Eu várias vezes achei que estava morta e presa dentro do meu corpo. Já me vi fora dele também.

para2

A paralisia do sono pode acontecer uma vez na sua vida ou te perseguir pela vida inteira. No meu caso ela me assombra desde criança. Por isso eu nunca durmo no escuro total. Preciso sempre de uma luz. Dizem que ela costuma infernizar muito quem dorme mal também (guilty). Uma sensação muito comum presenciada por todo mundo que passa por isso é um peso no peito.

paralisia1

Atualmente saiu um documentário falando sobre o assunto chamado The Nightmare, do diretor Rodney Ascher. Ele conta a experiência de 8 pessoas com a paralisia do sono. Vale a pena conferir. Tem na Netflix. Link do trailer aqui.

“Sleep paralysis (is a) surprisingly common phenomenon where people wake-up totally frozen from the eyeballs down, unable even to make a noise, and they frequently see sinister intruders and other disturbing visions,” Ascher says. “I’ve been obsessed with it ever since it used to happen with me. In my case, I saw sort of a living, 3D shadow looming over me in judgement.”

tumblr_nqk4sv63PH1s8esgpo1_1280

Deixem comentários contando coisas que já aconteceram com vocês. Beijos.

tumblr_nucjvjgQrq1uwns7xo1_500

 

I just let my hair air dry

Oi pessoal,

Hoje passei aqui pra falar um pouco de cuidados com o cabelo. Comecei a usar um shampoo, um condicionador e um reconstrutor capilar da Trüss e estou apaixonada. O shampoo e o condicionador são da linha Blond Hair especial para cabelos loiros, descoloridos e grisalhos e eles têm pigmento violeta para manter o tom. O resultado é imediato. Pelo menos eu senti na hora que usei pela primeira vez. Fora que o cheirinho é maravilhoso. O reconstrutor capilar Uso Obrigatório é usado entre o shampoo e o condicionador e recupera e restaura os cabelos danificados e quimicamente tratados deixando eles mais resistentes e protegidos. Os produtos da Trüss são profissionais e eu recomendo muito.

IMG_6285

Beijos.